Mais Lidas

Atualização programada

Por reformulação, Caoa Chery paralisa produção em Jacareí (SP)

Para a modernização, dois modelos saem de linha e praticamente todos os colaboradores da fábrica serão dispensados

acessibilidade:
Fábrica Caoa Chery em Jacareí (SP).
Por reformulação, Caoa Chery paralisa produção da planta de Jacareí.

A Caoa Chery informa que modernizará a planta de Jacareí, interior de São Paulo, do grupo. O que pode ser visto como uma boa notícia, não é para cerca de 480 trabalhadores da fábrica, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região (Sindmetalsjc), que perderão seus empregos. 

De acordo com a montadora, a empresa está comprometida em entregar ao consumidor brasileiro produtos cada vez mais tecnológicos e inovadores e, com isso, decidiu reposicionar o lineup no mercado nacional com a renovação da gama, eletrificando todos os modelos até o final de 2023. Para isso, inicia um grande processo de remodelação em Jacareí.

Esta é a primeira vez que a fábrica, inaugurada em 2015, passará por uma atualização desse porte. A unidade fabril passará por mudanças para adequação dos processos produtivos que permitirão a introdução de novos produtos concebidos a partir de plataformas de última geração, equipados com propulsores híbridos ou 100% elétricos. 

Para que as mudanças ocorram de forma efetiva, a sino-brasileira paralizará a unidade de Jacareí. A marca afirma que a suspensão das atividades tem como objetivo ajustar os processos produtivos da planta para novos modelos com tecnologias híbridas e elétricas, visando a modernização e atualização das linhas de produção. 

Dessa forma, conforme divulgado pelo Sindmetalsjc, cerca de 480 colaboradores serão demitidos, sendo 370 metalúrgicos e 110 dos 230 profissionais de setores administrativos. O restante do efetivo seria remanejado para outras unidades da montadora.

Segundo o Sindicato, foi proposto à empresa, a concessão de licença remunerada a todos os trabalhadores no mês de maio e realização de um layoff (suspensão temporária dos contratos) durante cinco meses, com mais três de estabilidade. Após reunião, a direção da Caoa Chery informou ao Sindmetalsjc que aceitou a proposta de layoff.

A montadora afirma ainda que a pausa nos processos industriais de Jacareí será compensada pela intensificação da produção da planta industrial em Anápolis que está sendo preparada para novos lançamentos ainda no segundo semestre deste ano. 

Dessa forma, os modelos produzidos atualmente na planta paulistana do grupo, Arrizo 6 e Tiggo 3X, deixam de ser produzidos no Brasil. A marca afirma que seguirá prestando atendimento integral aos clientes dos modelos fabricados em Jacareí, mantendo a assistência técnica, garantias, peças e serviços nas concessionárias de todo o país.

Reportar Erro