Maior oferta

Nissan amplia número de concessionárias que ofertam o Leaf

Além disso, a montadora está instalando, com parceiros, uma rede privada de eletropostos de carregadores rápidos na região Sul

acessibilidade:
Nissan Leaf.
Nissan amplia número de concessionárias que ofertam o Leaf. Foto: Nissan.

A Nissan avança no processo de eletrificar toda a rede de concessionários no país. Assim, junto com o início das vendas do Leaf 2023, a japonesa amplia o número de lojas homologadas para vender o modelo e está instalando, com parceiros, uma rota de carregadores rápidos no Sul do Brasil.

Quando anunciou em julho de 2021 a segunda fase do seu plano de eletrificação no mercado brasileiro, a Nissan explicou seus quatro pilares, que têm pavimentado o seu caminho: ampliar a rede de concessionárias no Brasil, ajudar a desmistificar os elétricos no país, contribuir com a infraestrutura de recarga e Desenvolver novas parcerias para permitir que o país desenvolva conhecimento e tecnologia de carros elétricos/eletrificados.

Desde então, e superando os objetivos anunciados na época, a marca segue na expansão de sua rede de lojas homologadas para vender o Leaf. A meta era chegar a 44 concessionárias em 15 estados mais o Distrito Federal. 

Agora, já são 51 lojas, localizadas em 18 estados, além de na região da Capital Federal. Assim, a Nissan atende às cinco regiões do Brasil com o seu veículo de emissão zero. A ampliação da rede dá suporte a chegada do Leaf 2023, que apresenta um design renovado e novos equipamentos, que o deixam ainda mais diferenciado. 

O modelo está disponível também para quem preferir alugá-lo por meio do serviço de assinatura Nissan Move, que oferece tranquilidade, liberdade e facilidade de contratação, tudo em uma jornada 100% online. É mais uma opção para o cliente e também uma maneira de disponibilizar o carro elétrico para mais pessoas.

A Nissan, porém, vai muito além de comercializar o automóvel 100% elétrico no Brasil, quer estar presente no ciclo completo da eletrificação no país. Tanto que, juntamente com Movida, Rede de Postos SIM e Zletric, está em fase de implantação da Rota Sul.

O projeto visa contribuir com a mobilidade elétrica disponibilizando infraestrutura de recarga no Brasil e estabelecendo parcerias com empresas que também tenham foco na eletrificação. A Rota Sul é a primeira rede privada de eletropostos com carregadores rápidos interligando as capitais e cidades importantes da Região Sul. 

Ao todo, são nove pontos com carregadores. Com isso, será possível sair de São Paulo capital e ir até Punta del Este, no Uruguai, com a segurança de que terá carregadores rápidos para carros elétricos a cada 200 quilômetros.