Cargueiro próprio

Em segunda viagem, navio da BYD atraca no Brasil por Suape (PE)

A embarcação própria da montadora chinesa trouxe, de uma só vez, mais de cinco mil veículos híbridos e elétricos

acessibilidade:
Cargueiro Explorer No.1 BYD.
Em segunda viagem, navio da BYD atraca no Brasil por Suape (PE) (foto: BYD).

Em janeiro, a BYD apresentou o primeiro cargueiro da greentech, o Explorer No.1 BYD. O navio, que foi entregue no porto de Yantai, na província de Shandong, na China, acaba de finalizar a segunda viagem, a primeira com destino a América, mais especificamente, o Brasil, atracando nesta segunda-feira (27) no Porto de Suape (PE).

O Explorer No.1 BYD mede 199,9 metros e tem capacidade máxima para levar até sete mil veículos e, segundo a empresa, conta com a mais moderna tecnologia de navegação. A viagem da China até o Brasil levou 27 dias e, logo que for desembarcado, retornará ao país de origem com os 23 tripulantes, a maioria oriundos da Bulgária.

“Nós acreditamos que é possível manter a sustentabilidade e a tecnologia em todas as nossas soluções de mobilidade verde e estamos cada vez mais comprometidos em contribuir para fortalecer a logística internacional ecológica e inteligente. E o Brasil é, sem dúvidas, uma de nossas maiores apostas, em todos os sentidos”, afirma Tyler Li, presidente da BYD do Brasil.

A chegada do Explorer ao Brasil garantiu a maior movimentação de carros da história do Porto do Suape de uma única vez. O navio trouxe exatos 5.459 veículos, todos para abastecer o mercado nacional e, segundo a marca, atender a alta demanda pelos modelos elétricos e híbridos da BYD por aqui. 

Apenas nos quatro primeiros meses do ano, a BYD emplacou mais de 21 mil veículos, 43% a mais do que todos os emplacamentos de 2023 (17,9 mil). Além disso, a marca já é a décima maior do mercado brasileiro, com 3,18% de participação entre os veículos leves, conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

“O Brasil hoje é o maior mercado para a BYD fora da Ásia. Por isso, a construção da nossa fábrica em Camaçari está em ritmo acelerado. No fim deste ano, começaremos a montar os carros na Bahia e a partir do ano que vem, a BYD produzirá os carros mais eficientes e tecnológicos em solo nacional. O país, que tem uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo, tem todo potencial para se tornar um exemplo de eletrificação da frota e o nosso crescimento nas vendas mostra que o brasileiro está cada dia mais preocupado com uma mobilidade verde e sustentável”, aponta Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD.

Reportar Erro