Mais Lidas

'Diário do Poder' antecipou

Governo do DF torna obrigatório, de novo, uso de máscara em locais abertos

A medida, antecipada pelo Diário do Poder, foi confirmada às 15h

acessibilidade:
Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil do governo do Distrito Federal - Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília.

O secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha e outras autoridades do governo do Distrito Federal confirmaram esta tarde a decisão de retomada da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos. A medida foi antecipada pelo Diário do Poder duas horas antes.

Uma medida de flexibilização desobrigou o uso, exceto em ambientes fechados, no último dia 3 de novembro.

Entretanto, o avanço das contaminações em decorrência da variante ômicron tem obrigado a adoção de medidas mais rígidas, aproximando-se às restrições vivenciadas ao longo de 2021.

“Fica determinada a obrigatoriedade da utilização de máscaras de proteção facial, conforme orientações da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, em todos os espaços públicos, inclusive em ambientes ao ar livre, vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços e nas áreas de uso comum dos condomínios residenciais e comerciais, no âmbito do Distrito Federal, sem prejuízo das recomendações de isolamento social e daquelas expedidas pelas autoridades sanitárias”, diz o texto do decreto

Infecções em alta

Nesta terça-feira (18), a capital federal registrou 4.780 novos casos da Covid-19. A taxa de transmissão, que estava abaixo de 1 até o final do ano passado, voltou a subir e chegou a preocupantes 2,31.

De acordo com o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), já é possível determinar que a ômicron seja a variante predominante no Distrito Federal.

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) realizou um novo sequenciamento genômico que mostrou que 84,61% das amostras estudadas eram da cepa ômicron. O restante era da variante delta.

Vacinação

Junto à expansão da ômicron, o Brasil também deu início à vacinação pediátrica, último grupo incluído no Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Nesta quarta-feira (19), o DF passa a vacinar todas as crianças com e sem comorbidades com idades entre 8 e 11 anos.

O DF foi uma das primeiras unidades federativas a imunizar o público infantil, desde o último sábado (15), pais e responsáveis podem acompanhar as crianças para receber a primeira dose da vacina Pfizer. Em dois dias de trabalho, a Secretaria de Saúde do DF aplicou mais de 5 mil doses pediátricas.

Reportar Erro