Moraes feliz

Ganha cargo na Europa delegado que indiciou família do barraco de Roma

Ele irá atuar junto à Agência da União Europeia para a Cooperação Policial

acessibilidade:
Delegado da Polícia Federal (PF), Thiago Severo de Rezende. (Foto: Reprodução/PF).

O delegado da Polícia Federal (PF), Thiago Severo de Rezende, que indiciou uma família acusada de hostilizar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes no aeroporto de Roma, Itália, ganhou um cargo na Europa.

A nomeação, que ocorreu em 16 de maio, foi para atuar como oficial de ligação com a Agência da União Europeia para a Cooperação Policial (Europol), em Haia, por dois anos.

A decisão foi oficializada pelo diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues, e publicada no Diário Oficial da União (DOU).

As imagens do incidente ainda não foram divulgadas devido ao sigilo dos vídeos. A designação de Rezende para a função na Holanda ocorreu menos de um mês antes de ele decidir pelo indiciamento do empresário Roberto Mantovani Filho, sua esposa, Andreia Mantovani, e seu genro, Alex Zanatta, por calúnia.

Os três são acusados de terem insultado o ministro Alexandre de Moraes, chamando-o de “bandido, comunista e comprado” enquanto aguardavam um voo da Itália para o Brasil.

A missão do delegado em Haia é descrita como transitória e envolverá mudança de sede, transporte de mobília e bagagens. A informação foi divulgada pelo Poder360.

Reportar Erro