Mais Lidas

Baixaria na TV não dá

Damares quer crianças fora da sala, na hora do ‘circo dos horrores’ da CPI na TV

Para ministra, crianças não podem ser expostas à agressividade e à troca de insultos de senadores

acessibilidade:
Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos - Foto: Marcello Casal Jr/ABr.

A ministra Damares Alves, da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, vai pedir à Justiça que a transmissão em TV aberta da CPI da Pandemia, do Senado Federal, ocorra somente no período noturno.

De acordo com a ministra, em entrevista ao jornal O Liberal, diversas discussões nas sessões da comissão são impróprias para ser veiculadas no horário da manhã e tarde.

Ela citou as frequentes discussões acaloradas entre os parlamentares, como a troca de insultos protagonizada pelos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Jorginho Mello (PL-SC), que tiveram de ser contidos por colegas para não se agredirem fisicamente

Damares alerta que estes são horários que há público infantil e que vem estudando junto a sua equipe “de se transmitir as sessões daquele ‘circo de horrores’ apenas à noite, quando não tiver criança na sala”, disse em entrevista.

Em análise, Damares informa que deve haver classificação indicativa à programação, bem como qualquer outra veiculada em canais abertos de televisão.

Ela avalia que as discussões entre os senadores têm sido impróprias para o horário da manhã e tarde:

– “Você acha certo, você ter um filhinho de três anos brincando na sala da tua casa e você liga a televisão para assistir uma CPI e ouve palavras de baixo calão, assiste violência e agressão, e eles (senadores) querendo se ‘pegar’?”, indagou.

“Cadê a classificação indicativa?”, questiona Damares. “Acho que aquela sessão de horrores não tem que passar para crianças, não. Estou estudando com a minha equipe, de se transmitir as sessões daquele ‘circo de horrores’ apenas à noite, quando não tiver criança na sala”, adiantou.