Mais Lidas

fim trágico

Brasileira é deixada em deserto na travessia para os EUA e morre de sede e fome

Lenilda dos Santos chegou a ser deportada no início do ano e tentou entrar novamente no país com um coiote

acessibilidade:
Lenilda dos Santos foi encontrada morta uma semana semana depois no deserto. Foto: Reprodução

Uma brasileira morreu durante a travessia da fronteira do México para os Estados Unidos de fome e sede. Lenilda dos Santos tinha 49 anos e foi deixada pelos amigos com quem fazia a viagem.

A técnica de enfermagem já havia morado nos EUA há cerca de 10 anos. No início do ano, Lenilda voltou ao país, mas foi detida por três meses e deportada para o Brasil.

Lenilda decidiu tentar ingressar mais vez nos EUA no dia 13 de agosto, por meio da fronteira mexicana com a ajuda de um atravessador, coiote, junto de três amigos de infância.

No dia 6 de setembro, Lenilda e os demais imigrantes já estariam atravessando o deserto, quando ela se sentiu fraca pela exaustiva jornada e decidiu parar até restabelecer as forças. Os amigos prometeram que voltariam para buscá-la, mas não o fizeram.

O corpo de Lenilda foi encontrado na última quarta-feira (15), por uma empresa contratada pela família. A técnica de enfermagem morreu de desidratação e inanição no deserto.

Vídeos Relacionados