leitos vazios

Ocupação em leitos Covid é inferior a 50% em 20 estados pela primeira vez

Esvaziamento oportuniza retomada de cirurgias e procedimentos eletivos para tratar outras doenças

acessibilidade:
A análise da Fiocruz classifica como fora da zona de alerta os estados e capitais com menos de 60% dos leitos ocupados. Foto: Fábio Marchetto/Agência Minas/Arquivo

Com a campanha de vacinação avançando a todos os públicos, o Brasil registra pela primeira vez, desde o início da pandemia, taxa de internação em leitos Covid-19 inferior a 50% em 20 estados. Os dados das secretarias de Saúde foram compilados e divulgados, neste domingo (29), pelo Ministério da Saúde.

Os números referem-se aos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria no Acre, Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Tocantins, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, São Paulo e Santa Catarina.

Os índices são considerados normais, podendo abrir espaço ao tratamento de outras doenças e atendimentos hospitalares como as cirurgias e procedimentos eletivos.

Maiores taxas 

No momento, os estados de Goiás, Rio Grande do Sul e Paraná estão em zona de alerta, com 51% a 69% de ocupação em leitos destinados ao tratamento da Covid.

Em situação pior, estão o Rio de Janeiro, em estado de emergência, com 70% a 80% de ocupação. Somente o estado de Roraima está em situação considerada zona grave, com ocupação entre 80% a 94%.