Mais Lidas

peso no bolso

Bandeira tarifária “escassez hídrica” torna conta de luz ainda mais cara

O patamar anunciado pela Aneel está acima da bandeira vermelha que vinha sendo aplicada desde junho

acessibilidade:
Aneel anuncia elevação do patamar de cobrança e decreta "bandeira tarifária escassez hídrica". Foto: EBC

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou uma nova bandeira tarifária para a cobrança da conta de luz em todo o Brasil. A partir desta quarta-feira (1°), passa a vigorar a bandeira “escassez hídrica”, um nível acima da bandeira vermelha, que estava sendo aplicada desde junho.

O que muda é a cobrança do valor adicional para cada 100 kW/h consumidos. O preço aplicado neste patamar tarifário é de R$ 14,20, contra R$ 9,49 da bandeira vermelha que estava em vigor.

Na prática, a conta de luz dos consumidores sofrerá um aumento de 6,78% na tarifa média mensal. A população beneficiada com a tarifa social não será afetada pela cobrança adicional.

A previsão, de acordo com a Aneel, é que a bandeira seja aplicada até 30 de abril de 2022. Entra também em vigor desconto de R$ 0,50 por kW/h aos consumidores que economizarem entre 10% e 20% nas contas de luz.

Vídeos Relacionados