Mais Lidas

Espanha

Toma-lá-dá-cá à brasileira não repugna espanhóis; são ‘negociações naturais’

Governo socialista de Pedro Sánchez caiu porque perdeu apoio do Podemos, partido de esquerda

acessibilidade:

Tem muito de Brasil na crise que derrubou o governo da Espanha. Os espanhóis chamam de “negociações políticas naturais” o velho toma-lá-dá-cá que tanto repugna os brasileiros. O governo socialista de Pedro Sánchez caiu porque perdeu apoio do Podemos, partido de esquerda (da turma que liderou os protestos estudantis em 2012), anulando a precária maioria que o sustentava. No Parlamentarismo é assim: sem maioria, o governo cai. O PSOE não cedeu e haverá nova eleição. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A imprensa política espanhola critica a confusão mental dos líderes do Podemos, não as suas exigências no melhor/pior estilo PT-PMDB.

Para seguir governista, o Podemos exigiu 5 ministérios fortes, de “porteiras fechadas”, incluindo vinte órgãos de orçamentos siderais.

O PSOE contrapropôs 7 ministérios menos importantes ao Podemos, que recusou. Afinal, como se diz no Brasil, nenhum deles “fura poço”.

Reportar Erro