Mais Lidas

Eleição no Congresso

PP pode romper hegemonia de DEM, MDB e PT na presidência da Câmara

Se for eleito presidente da Câmara nesta segunda (1º), Arthur Lira será o terceiro deputado do PP no cargo, rompendo longa hegemonia do DEM, MDB e PT no cargo

acessibilidade:
Deputado federal Arthur Lira, candidato a presidente da Câmara - Foto: Laycer Tomaz
Deputado federal Arthur Lira, candidato a presidente da Câmara. Foto: Laycer Tomaz

Se for eleito presidente da Câmara nesta segunda (1º), Arthur Lira (AL) será o terceiro deputado do PP no cargo, rompendo longa hegemonia do DEM, MDB e PT e esperança de estabilidade do partido nessas funções. Parlamentar experiente e mestre do relacionamento com os colegas, Lira deverá ser votado por todos os segmentos da Câmara, inclusive partidos de esquerda, mas ninguém se engane: o deputado alagoano sabe ser tão afável no trato com aliados quanto implacável contra adversários. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A certeza de aliados de Lira é que sua presidência em nada lembrará os lamentáveis Severino Cavalcanti e Waldir Maranhão, ambos do PP.

Severino Cavalcanti (PE) foi o primeiro presidente da Câmara filiado ao PP. Eleito em 2005, renunciou 7 meses depois, enrolado em denúncias.

Waldir Maranhão (MA), vice de Eduardo Cunha, foi “convencido” por Flávio Dino (PCdoB) e quase “anulou” a cassação de Dilma. Vexame.

Reportar Erro