Mais Lidas

A quem interessa?

Na prática, comissão do Senado aprova criminalizar o dinheiro em espécie

Projeto-sonho das bandeiras de cartão de crédito e bancos digitais pretende barrar qualquer operação acima de R$10 mil

acessibilidade:

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou na manhã desta terça-feira (24) um projeto de lei que proíbe transações com dinheiro em espécie.

Ficam barradas todas as operações financeiras em espécie acima de R$ 10 mil, pagamento de qualquer boleto com valor acima de R$ 5 mil reais; a “circulação” acima de R$ 100 mil (ressalvado o transporte por empresas de valores), e a simples posse acima de R$ 300 mil.

Um senador aproveitou para incluir uma emenda que proíbe que qualquer quantia de dinheiro em espécie seja usado em transações imobiliárias.

A justificativa de suas excelências é que a lei vai coibir a lavagem de dinheiro.

Sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Foto: Jefferson Rudy/Senado

Vídeos Relacionados