Mais Lidas

DF registra menor diferença entre óbitos e nascimentos da História

acessibilidade:

A pandemia da Covid-19 alterou a demografia do Distrito Federal “de uma forma nunca vista” desde o início da série histórica dos dados estatísticos dos Cartórios de Registro Civil, em 2003, diz balanço do Portal da Transparência do Registro Civil. Nunca se morreu tanto e se nasceu tão pouco em um primeiro semestre como neste ano de 2021. É a menor diferença já vista entre nascimentos e óbitos: 11.926 óbitos até o final do mês de junho contra 20.967 nascimentos.

Os números representam uma redução de 56,3% na variação em relação à média histórica.

Nos dados nacionais, a Transparência dos cartórios também registra a mesma queda na diferença entre óbitos e nascimentos.