Mais Lidas

Teste da Vez

Testamos o Jeep Renegade Trailhawk, o SUV compacto focado no 4×4

O utilitário é o único da categoria a contar com opção de tração 4x4, agora aliado ao potente motor 1.3 turbo flex

acessibilidade:
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Testamos o Jeep Renegade Trailhawk, o SUV compacto focado no off-road. Fotos: Geison Guedes/DP.

Em 2015, a Jeep revolucionou o mercado brasileiro de automóveis ao apresentar o Renegade. O SUV compacto chegou para encabeçar a inovação da categoria, que até então, não contava com muitos integrantes, tendo a “virada de chave” justamente há sete anos. 

Há época, contávamos apenas com Ford EcoSport e Renault Duster na categoria, mas em um ano foram apresentados o Honda HR-V e o Peugeot 2008, além do próprio Renegade. O grande diferencial do modelo da Jeep era o leque de opções, com configurações flex, manual, automática, diesel e 4×4, sendo o único do segmento a alinhar essas duas últimas. 

Desde então, surgiram inúmeros outros concorrentes e nenhum apresentou o mesmo leque de opções que o Renegade. E, agora, até o próprio americano produzido em Goiana, Pernambuco, diminui um dos itens diferenciais, o motor diesel foi aposentado na linha 2022, mas a tração 4×4 foi mantida em uma configuração inédita para o modelo. 

Neste ano, o SUV finalmente ganhou um propulsor flex a altura, já que o ultrapassado 1.8 era manco e beberrão. Com o novíssimo 1.3 turbo, a marca decidiu inovar e adotá-lo em toda a linha, inclusive nas com tração 4×4, como na topo Trailhawk, o nosso “Teste da Vez” e seus R$ 169.090, mas que pode chegar a impressionantes R$ 178.958 com os opcionais.

Receita mantida

Jeep Renegade Trailhawk T270.

A grade e o para-choque dianteiros foram levemente redesenhados.

Desde o lançamento, realizado em 2015, o Renegade chama a atenção pelo visual ousado, muito inspirado no irmão maior – e suprassumo do universo off-road – o Wrangler. De lá para cá, o SUV passou por dois leves facelift, sendo o último realizado neste ano. Nos dois momentos, a marca altera pouco o design do utilitário, apenas modernizando alguns pontos. 

Dessa vez, as mudanças foram ainda mais sutis do que no primeiro facelift. Os clássicos faróis redondos são full LED e passam a contar com as luzes diurnas e de direção integradas. Ao acionar a seta, toda borda do conjunto se ilumina em amarelo. O para-choque dianteiro foi redesenhado, assim como a clássica grade de sete fendas. 

Jeep Renegade Trailhawk T270.

A cabine ganhou novos acabamentos.

A topo Trailhawk ganha novos grafismos no capô e nas rodas. Na traseira, o para-choque e as lanternas (que mantém o estilo em X e passam a ser em LED) foram redesenhados. Um fator negativo é que ela perde os ganchos de reboque na dianteira, eles foram substituídos por apliques visuais, com zero funcionalidade. 

No interior, as novidades focam o volante, igual ao dos irmãos maiores, e do painel de instrumentos 100% digital. O novo apoio de braço central recebe o mesmo easter-egg do Commander, com as palavras “Jeep 1941” gravadas em baixo relevo, apontando o ano de nascimento da marca que criou o SUV no mundo.

Jeep Renegade Trailhawk T270.

O espaço traseiro permanece reduzido.

A cabine recebe bancos em couro com costura vermelha, mesmo tom dos acabamentos dos alto-falantes e saídas de ar-condicionado laterais. Além disso, o quadro de instrumentos digital tem uma animação exclusiva para a versão topo de linha focada no off-road. Os materiais são bem empregados, sem nenhuma rebarba ou peça mal encaixada.

O grande porém da cabine do Renegade continua inalterado, o espaço interno. O modelo é um dos mais apertados da categoria, quatro adultos é o limite, um quinto é praticamente impossível. O porta-malas também está longe de ser o maior do segmento, com míseros 314 litros, praticamente o mesmo tamanho de alguns hatches compactos. 

Quase um 10

Jeep Renegade Trailhawk T270.

Painel de instrumentos com tela 100% digital.

Por ser a versão topo de linha do Renegade, a Trailhawk, o SUV é bem completo, com apenas um pequeno deslize, a ausência do piloto automático adaptativo, no mais, a lista é muito boa. Um ponto interessante é que há apenas um opcional, além da cor metálica por R$ 1.565, o gigante teto solar panorâmico por salgados R$ 8.303. 

Com isso, tudo é de série, e ele vem com sete airbags, controles de estabilidade e tração, frenagem autônoma de emergência, alerta e assistente de manutenção de faixa, detector de fadiga, leitor automático de placa, freio de estacionamento eletrônico, piloto automático, detector de tráfego traseiro, monitoramento de ponto cego, faróis full LED e start/stop.

Jeep Renegade Trailhawk T270.

A lista de equipamentos é bem recheada.

Na parte da comodidade, ele conta com central multimídia com tela de 8,4 polegadas, três portas USB e conexão sem fio com smartphones via Android Auto e Apple CarPlay, o painel de instrumentos digital, borboletas no volante, carregador de celular sem fio, ar-condicionado automático digital de dual zone, bancos em couro e chave sensorial. 

Por ser focada no off-road, a Trailhawk vem também com pneus de uso misto, suspensão elevada, proteção off-road para cardan, câmbio e tanque de combustível, selo Trail Rated, ângulos de 30º de ataque, 22º de rampa e 32º de saída, além do visual diferenciado já citado. 

Joia da coroa

Jeep Renegade Trailhawk T270.

Agora, as versões 4×4 estão alinhadas com o motor 1.3 turbo.

Como falamos, a principal novidade neste segundo facelift do Renegade é a aposentadoria do motor diesel. Agora, as versões 4×4 – como a Trailhawk – estão alinhadas ao moderno motor 1.3 T270 flex e seus potentes 185 cavalos com etanol e 180 com gasolina e 27,5kgfm de torque. 

Um ponto interessante é que, por ter a tração 4×4 com bloqueio de diferencial, ele vem alinhado ao câmbio de nove velocidades, em todos os outros modelos ele vem com a de seis marchas. Ele ainda conta com cinco modos de condução: Auto, Sport, Snow (Neve, para pisos muito escorregadios), Sand/Mud (Areia/Lama) e Rock (Pedra). 

Jeep Renegade Trailhawk T270.

A tração 4×4 continua sendo ponto forte do SUV.

O pacote fora de estrada mantém as funções 4WD Low, que prioriza as relações mais curtas do câmbio automático, 4WD Lock, que faz o bloqueio do diferencial traseiro, e o Hill Descent Control, o auxiliar de descida em rampa, capaz de manter automaticamente a velocidade do veículo mesmo em descidas íngremes.

É de se pensar que, com a troca do motor, o desempenho no fora de estrada do Renegade tenha diminuído, mas não! O SUV mantém o padrão único da categoria na hora de enfrentar obstáculos off-roads. Seja em terrenos cascalhados ou repletos de valas, seja em subidas e descidas na terra, ele supera todos com primor e sem esforço. 

Jeep Renegade Trailhawk T270.

O câmbio é o mesmo automático de nove velocidades.

No asfalto, os 180 cavalos trabalham bem, deixando o SUV ágil e com direção esperta. Um ponto a ser considerado é o leve delay do câmbio, até normal para este tipo de transmissão, mas um pouco exagerado, o foco ao off-road das nove velocidades deixa o utilitário com uma reação um pouco menor do que deveria. Mas nada que atrapalhe a condução. 

Mesmo com o delay, ao pisar no acelerador, o Renegade sai forte, permitindo ultrapassagens, saídas e retomadas de velocidades com segurança e sem sustos. O único porém é o consumo, que não foi dos melhores, no conjunto cidade+rodovia+fora de estrada, ele fez 9,6km/l, mas o gasto excessivo meio que é compensado pela direção mais divertida. 

A opinião do Diário Motor

Jeep Renegade Trailhawk T270.

Jeep Renegade Trailhawk T270.

O Renegade, apesar da troca de motores, mantém a exclusividade de ser o único SUV compacto com tração 4×4 à venda no Brasil. O novo propulsor dá nova vida ao utilitário, apesar do consumo que poderia ser melhor. Agora, o modelo garante diversão tanto no asfalto quanto longe dele. 

O visual se mantém agradável, a lista de equipamentos está ainda melhor, faltou apenas o piloto automático adaptativo e destaque para o gigante teto solar panorâmico, que tem o porém de ser um caro opcional. Além disso, o espaço interno e do porta-malas se mantém como calcanhar de aquiles do SUV.

Jeep Renegade Trailhawk T270.

O utilitário quase garante um 10.

Como sempre, o maior porém é o preço. A Trailhawk parte de salgados R$ 169.090, e pode chegar a impressionantes R$ 178.958 com a mudança de cor e o teto solar, como na unidade que testamos. Pelo menos, ao contrário de outros rivais que já superam, alguns com larga vantagem, os R$ 150 mil ele tem fatores que “justificam” esse valor. 

O Renegade Trailhawk tem para si o status de SUV mais potente da categoria e o único com a opção 4×4 com reduzida entre os compactos. Assim, esses diferenciais deixam o preço minimamente aceitável, comparado com o atual momento do mercado. Não fosse a falta do ACC e a questão do espaço interno, levaria um 10. Vale a compra! Nota: 9,5.

Ficha técnica

Jeep Renegade Trailhawk T270.

Motor: 1.3 turbo

Potência máxima: 185/180cv 

Torque máximo: 27,5kgfm 

Transmissão: automática de 9 velocidades

Direção: elétrica

Suspensão: independente nas quatro rodas

Freios: a disco nas quatro rodas

Porta-malas: 314 litros 

Dimensões (A x L x C x EE): 1.712 x 1.805 x 4.268 x 2.570mm 

Preço: R$ 169.090

Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Testamos o Jeep Renegade Trailhawk, o SUV compacto focado no off-road. Fotos: Geison Guedes/DP.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.'
Jeep Renegade Trailhawk T270.
Jeep Renegade Trailhawk T270.

Reportar Erro