Mais Lidas

Habemos ministro

Queiroga assume Ministério da Saúde, como o ‘Diário do Poder’ antecipou cedo

Decorreu mais de uma semana entre o convite a Queiroga e o ato de sua nomeação

acessibilidade:
O senadores da comissão debaterão com o ministro o Plano Nacional de Imunização Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro finamente assinou o ato de nomeação do médico Marcelo Queiroga para o cargo de ministro da Saúde. A informação foi antecipada às 9h21 desta terça-feira (23) pelo Diário do Poder.

Palácio do Planalto realizava “pequenos ajustes” para que a  posse do novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fosse realizada ainda nesta terça-feira, como acabou acontecendo.

Em princípio, o presidente da República convidou o ex-ministro Eduardo Pazuello a assumir uma assessoria especial, no Planalto, mas depois passou a considerar algumas hipóteses, como a de fazê-lo ocupar um cargo com status de ministro.

A principal hipótese avaliada é alojar Pazuello na chefia, com status de ministro, das ações de combate ao desmatamento e de preservação da Amazônia, hoje a cargo do general Hamilton Mourão. Essa possibilidade é complexa porque dependente de aprovação do Congresso e pode melindrar o vice-presidente.

Outra possibilidade seria Pazuello assumir a coordenação do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), que deixaria o Ministério da Economia e passaria a ser subordinado à Secretaria Geral da Presidência da República. A PPI já integrou a Casa Civil da Presidência da República.

Vídeos Relacionados