8 de janeiro

Moraes manda prender réu que xingou ministros do STF: ‘bandidos’

Alexandre de Moraes e Rosa Weber foram alvos de xingamento

acessibilidade:
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. (Foto: Carlos Moura/SCO/STF).

Réu no processo que apura as responsabilidades pelos atos de vandalismo do 8 de janeiro, Marcos Soares Moreira voltou a ser preso por determinação do ministro Alexandre de Moraes (Supremo Tribunal Federal) após xingar magistrados da corte.

Moreira estava solto desde maio e cumpria medidas cautelares. Para permanecer solto, o réu deveria cumprir algumas exigências, entre elas, não usar redes sociais. O homem acabou preso após publicar um vídeo.

Eu jamais vou me curvar a vocês, bandidos, que tem o poder da caneta na mão, porém são bandidos. Alexandre de Moraes, Rosa Weber, todos vocês são bandidos, vagabundos, não vou me curvar a vocês. Querem me prender, podem prender”, disse.

Após publicação, Moraes determinou que Moreira voltasse à prisão.

Mesmo ciente dessa proibição [de uso das redes sociais] e demonstrando total desprezo pela Justiça, o denunciado publicou dois vídeos na rede social TikTok, nos quais ataca esta corte e profere diversas ofensas à honra dos ministros que a integram. Em uma das publicações, convoca manifestantes para, no dia 12 de outubro de 2023, irem às ruas ‘contra essa pauta absurda que esta Justiça está colocando para ser votada para liberar o assassinato e o homicídio de bebês’”, diz trecho da decisão.

Reportar Erro