Vandalismo em Brasília

Ministro da Agricultura acusa o agro, sem provas, de ‘financiar’ vandalismo

Ministro diz acreditar que ataque aos Poderes foi bancado por membros do agronegócio

acessibilidade:
Lula e seu ministro da Agricultura, Carlos Fávaro.

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, diz que empresários ligados ao agronegócio financiaram os atos de vandalismo que ocorreram em Brasília no último domingo (08). No dia, vândalos romperam uma barreira da Polícia Militar, invadiram e depredaram o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal e o Palácio do Planalto.

“Lamentavelmente acho que é verdade. Fazem parte daqueles poucos, mas muito raivosos, que não fazem bem ao agronegócio”, afirmou o ministro em entrevista à revista Veja.

O ministro ainda diz que os financiadores queimam e desmatam ilegalmente e agora “atentam contra nossa democracia”. Apesar das afirmações, o ministro não apresentou nenhuma prova do envolvimento de empresários do agronegócio no ataque.

Carlos Fávaro é senador pelo Mato Grosso desde 2020. Filiado ao PSD, foi indicado no final de dezembro para a pasta da Agricultura pelo presidente Lula.