Vandalismo no DF

Ministério de Dino recebeu mais de 87 mil delações

MJ garante que dados dos delatores são mantidos sob sigilo

acessibilidade:
A portaria terá atuação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) e Secretaria Nacional do Consumidor (SENACON).  Foto: Isaac Amorim/MJSP.

O e-mail criado pelo Ministério da Justiça para receber delações sobre o paradeiro dos envolvidos nos atos de vandalismo em Brasília, no último dia 8, registrou mais 87 mil mensagens delatando supostos ‘terroristas’. Isso em apenas uma semana de atividade. Vale lembrar que o próprio ministro da Justiça, Flávio Dino, tem a conduta questionada e é alvo de parlamentares, que o acusam de nada fazer para impedir a arruaça. As informações são da Coluna do Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Diz o MJ que as denúncias são analisadas pela Secretaria Nacional de Acesso à Justiça e repassadas às “autoridades competentes”.

O ministério garante que os dados dos denunciantes e as informações passadas são mantidas sob total sigilo.

No Congresso, Dino tem pela frente um pedido de convocação e outro de CPI para esclarecer acusação de omissão e prevaricação.