Ministro da pedalada

Desembargador libera Mantega para ocupar cargos públicos

A justiça já havia livrado o ex-ministro de Dilma de processos por fraude e corrupção

acessibilidade:
Mantega havia sido impedido de exercer funções públicas após ser condenado em um processo do Tribunal de Contas da União (TCU), em 2016.(Foto: Marcelo Casal Jr/ABr).

O ex-ministro das gestões Lula e Dilma Rousseff Guido Mantega teve a ação que o impedia de ocupar cargos públicos suspensa.

A decisão foi tomada pelo desembargador Carlos Augusto Pires Brandão, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A decisão em caráter liminar ainda passará pela análise da Quinta Turma do TRF-1 e não há previsão para o julgamento.

Mantega foi impedido de exercer funções públicas após ser condenado em um processo do Tribunal de Contas da União (TCU), em 2016, por irregularidades em operações de crédito chamadas de “pedaladas fiscais”, durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.

Essa é a segunda anulação de condenações contra o ex-ministro. Em março deste ano, o juiz da 12° Vara Federal Criminal de Brasília, Marcus Reis Bastos, inocentou Mantega das acusações de fraude e corrupção por supostas irregularidades em apoio financeiro do BNDES ao grupo do empresário Joesley Batista.

Reportar Erro