Vários crimes

Oposição aciona TCU e PGR contra mentira de Lula sobre móveis

Petista é acusado dos crimes de improbidade, fraude à licitação e denunciação caluniosa

acessibilidade:
Lula acusou sem provas o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) de ter sumido com os móveis. (Foto: Reprodução/Canal do Governo).

Parlamentares de oposição ao governo do presidente Lula (PT) enviaram ao Tribunal de Contas da União (TCU), e a Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de investigação ao petista sobre o ‘sumiço’ de móveis da Alvorada.

O deputado federal Sanderson (PL-RS), solicita que a PGR investigue Lula por improbidade administrativa e dois possíveis crimes, fraude à licitação e denunciação caluniosa.

““Além do crime de denunciação caluniosa, Lula também pode ter praticado improbidade administrativa, situações que precisam ser imediatamente apuradas, considerando o anúncio de que todos os móveis e peças pertencentes ao Palácio da Alvorada foram encontrados dentro do próprio Alvorada, derrubando aquela narrativa mentirosa de que Jair e Michele Bolsonaro teriam se apropriado dos referidos utensílios quando de sua mudança da residência presidencial”.

Representação no TCU

O senador Rogério Marinho (PL-RN), líder da oposição na Casa, solicitou ao TCU uma auditoria na compra de móveis para o Palácio da Alvorada. A representação foi encaminhada ao presidente do tribunal, Bruno Dantas.

Móveis encontrados e fake news de Lula

Os 83 móveis do Palácio da Alvorada que o petista afirmou que estavam desaparecidos foram encontrados na quarta-feira (21). O suposto desaparecimento dos móveis foi um dos motivos alegados pelo governo para justificar o gasto de R$ 196,7 mil na compra de móveis de luxo.

Durante um café da manhã com jornalistas no ano passado, Lula acusou sem provas o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) de ter sumido com os móveis.

 

 

Reportar Erro