Missão oficial

Na ONU, deputado discute parceria para combate à exploração de menores no interior do Amazonas

Na capital austríaca, Amon também participou de agendas oficiais junto ao governador do Amazonas, Wilson Lima

acessibilidade:
Segundo assessoria de Amon, a missão oficial não gerou custos adicionais à Casa Legislativa.

O deputado federal Amom Mandel (Cidadania-AM) esteve na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Viena, na Áustria, nesta quarta-feira (03), para discutir iniciativas e acordos para o combate ao tráfico humano e exploração de mão de obra em municípios no interior do Amazonas.

Na ocasião, o parlamentar se reuniu com responsáveis pela gestão do “Projeto Tapajós”, em funcionamento no Pará, que atua no combate ao tráfico humano e à exploração de mão de obra nas atividades de mineração do ouro na bacia do Rio Tapajós.

Amom apresentou dados sobre a exploração de pessoas, inclusive menores, em municípios localizados nas regiões de fronteira do Amazonas, em especial nos municípios fronteiriços, os quais ele visitou quando participou  da missão do Ministério da Defesa para inspecionar os pelotões especiais de fronteira.

“A ONU assumiu o compromisso de acompanhar essa questão e ajudar a treinar e instruir profissionais da área no Amazonas para lidar com esse tipo de problema”.

Em busca de soluções, será criada uma espécie de ‘força-tarefa’ com a participação do Ministério das Relações Exteriores; da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, além de autoridades de países estrangeiros, que participarão do processo de monitoramento das atividades na região.

Em missão oficial pela Câmara dos Deputados, o parlamentar também participou da reunião oficial do Conselho Mundial de Energia (WEC), com intuito de discutir medidas e alternativas de matrizes energéticas com baixo impacto ambiental que podem ser aplicadas no Brasil.

A agenda incluiu ainda uma visita à empresa austríaca DAS Energy Ltd., ocasião em que Amom se reuniu com o CEO, Roman Dalecky, para conhecer os processos de produção e a tecnologia dos painéis solares flexíveis, iniciativa que pode ser aplicada em comunidades que residem às margens dos rios no Amazonas.

“Isso pode, no futuro, virar uma parceria para fornecer energia elétrica com painéis flutuantes nas comunidades ribeirinhas”.

Na capital austríaca, Amon também participou de agendas oficiais junto ao governador do Amazonas, Wilson Lima, e o secretário de Estado de Meio Ambiente, Eduardo Taveira, com a ministra de Meio Ambiente da Áustria, Leonore Gewessler, e com o secretário do Departamento do Clima, Meio Ambiente e Democracia, Jurgen Czernohorsky.

 A reunião para discutir as dificuldades no combate ao desmatamento na Amazônia e os projetos a serem desenvolvidos, resultou em um acordo internacional com o Governo do Estado.

“Esperamos atrair bons investimentos para o Amazonas e ajudar a gerar emprego e renda, bem como estimular a adoção da tecnologia brasileira pelos países europeus”.

Reportar Erro