Desastre climático

Sobe para 39 o número de mortos pela enchente no RS

Ao todo, 351.639 pessoas foram afetadas pela catástrofe, sendo que 23.598 estão desalojadas e 7.949 estão em abrigos

acessibilidade:
(Foto: Reprodução/Redes Sociais).

O último balanço divulgado pelo governo do Rio Grande do Sul no início da tarde desta sexta-feira (12) mostra que subiu para 39 o número de mortos devido às enchentes que atingem o estado.

Além das mortes registradas até o momento, outras 74 pessoas estão desaparecidas.

Ao todo, 351.639 pessoas foram afetadas pela catástrofe, sendo que 23.598 estão desalojadas e 7.949 estão em abrigos.

O governo gaúcho divulgou que os rios Caí, Taquari e Jacuí já atingiram, nesta semana, as maiores cheias já registradas da história, com previsão de aumento dos níveis hidrológicos.

A instabilidade climática, que ampliou para 500 mm o volume médio de chuvas que era de 140mm a 180 mm em alguns municípios, deve avançar para as regiões da Serra e do Litoral Norte.

Na quinta-feira (2), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou que muitas mais mortes serão registradas” no estado. Leite considera que a catástrofe “é o maior desastre climático da história do estado”.

Municípios onde foram regitrados mortes no estado:

  • Canela (2)
  • Candelária (1)
  • Caxias do Sul (1)
  • Bento Gonçalves (1)
  • Boa Vista do Sul (2)
  • Paverama (2)
  • Pântano Grande (1)
  • Putinga (1)
  • Gramado (4)
  • Itaara (1)
  • Encantado (1)
  • Salvador do Sul (2)
  • Serafina Corrêa (2)
  • Segredo (1)
  • Santa Maria (2)
  • Santa Cruz do Sul (4)
  • São João do Polêsine (1)
  • Silveira Martins (1)
  • Vera Cruz (1)
  • Taquara (2)
  • São Vendelino (1)
  • Três Coroas (3).

Reportar Erro