Mais Lidas

Combate à corrupção

Lava Jato do Rio ganha prêmio da ANPR por desmantelar esquema de Messer no Paraguai

Operação Patrón motivou prêmio da Associação Nacional de Procuradores da República

acessibilidade:

A Força-tarefa Lava Jato no Rio de Janeiro foi a vencedora do VIII Prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal na categoria “Combate à corrupção”, em cerimônia virtual realizada ontem (30), por iniciativa da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). A premiação foi resultado da Operação Patrón, que desmantelou o esquema do “doleiro dos doleiros” Dario Messer, envolvendo o ex-presidente do Paraguai e atual senador Horácio Cartes.

Em novembro de 2019, a Operação Patrón pediu 20 prisões, no Brasil e no Paraguai, e buscas e apreensões de investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. Entre os alvos, estavam o o ex-presidente do Paraguai e atual senador Horácio Cartes, os doleiros Dario Messer (preso preventivamente desde julho de 2019) e Najun Turner (já condenado, e foragido à época), além de empresários também suspeitos de operar com câmbio ilegal e ocultar os recursos das autoridades.

A operação foi um desdobramento da Operação Câmbio, Desligo com foco no ramo paraguaio da organização de Messer, doleiro que comandou esquemas de lavagem de dinheiro, sonegação de impostos e evasão de divisas que movimentaram mais de US$ 1,6 bilhão em contas em 52 países e mais de 3.000 offshores.

A ramificação no Paraguai foi mapeada a partir dos celulares, computadores e documentos apreendidos com ele em São Paulo, além da análise de dados telemáticos obtidos com autorização judicial.

Em dezembro de 2019, o MPF ofereceu denúncia contra 19 pessoas, a partir das investigações da Operação Patrón. Dentre elas, estavam Dario Messer, Najun Turner e Horacio Cartes.

O evento transmitido pela TV ANPR tem como objetivo identificar e dar visibilidade à atuação dos membros do MPF, além de estimular parcerias entre os entes que se dedicam à promoção da Justiça e à defesa do Estado Democrático de Direito.

Os procuradores premiados que compõem a Força-tarefa Lava Jato no Rio são Eduardo Ribeiro Gomes El-Hage (coordenador), Fabiana Keylla Schneider, Marisa Varotto Ferrari, José Augusto Simões Vagos, Gabriela De Goes, A. M. T. Câmara, Almir Teubl Sanches, Rodrigo Timóteo da Costa e Silva, Stanley Valeriano da Silva, Felipe A. Bogado Leite, Renata Ribeiro Baptista e Sérgio Luiz Pinel Dias. (Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Procuradoria da República no Rio de Janeiro)

Vídeos Relacionados