Mais Lidas

Cidade de Registro

Procuradora é espancada por colega de trabalho no interior de São Paulo

Demétrius Oliveira Macedo foi só suspenso e teve salário cortado

acessibilidade:
Procuradora-geral foi agredida dentro do ambiente de trabalho por colega em Registro, SP.

Uma procuradora geral da cidade de Registro (SP) foi agredida pelo procurador Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos, que este se revoltou contra a abertura de um processo disciplinar contra ele. A ação violenta aconteceu na última segunda-feira, 20, dentro da própria prefeitura, e foi filmada por outra funcionária.

Demétrius aparece nas imagens desferindo socos e chutes na colega, que ficou com o rosto ensanguentado. Colegas tentaram impedir as agressões, mas Macedo deu mais um soco no rosto de Gabriela, que já estava caída no chão.

O procurador municipal foi afastado de suas funções e teve os vencimentos suspensos.

Segundo o boletim de ocorrência, Macedo entrou na sala quando Gabriela conversava com outra funcionária que dizia que ele não estava bem. Depois, o homem deu uma cotovelada na vítima, que caiu e passou a receber vários socos.

Duas mulheres tentaram contê-lo e afastar Gabriela do local. A procuradora se levantou e recebeu um soco no rosto desferido por Macedo. Ele só parou quando outros dois funcionários entraram na sala e conseguiram segurá-lo.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, Macedo era alvo de um processo disciplinar interno por conta de sua conduta no ambiente de trabalho.

Em nota, a Prefeitura de Registro que “manifesta o mais absoluto e profundo repudio aos brutais atos de violência realizados pelo Procurador Municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de Procuradora Geral do Município, fatos ocorridos na última segunda-feira (20/6). Que a vítima e sua família recebam toda nossa solidariedade, apoio e cada palavra de conforto e acolhimento”.

“A administração municipal está tomando as providências necessárias e já determinou de imediato que o agressor seja suspenso, nos termos do art. 179, c/c inc. III do art. 180, ambos da Lei Complementar nº 034/2008 – Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Registro, com prejuízo de seus vencimentos, a partir de 21 de junho. Reafirmamos nosso compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência, principalmente aquelas que vitimizam mulheres”.

A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Registro disse que vai mover ação contra o procurador municipal na Comissão de Ética e Disciplina.

O agressor chegou a ser conduzido ao 1º Distrito Policial (DP) do município, mas foi liberado após um boletim de ocorrência (BO) sobre o caso ser registrado.

Reportar Erro