Injustificável

Presidente do PCO: inelegibilidade de Bolsonaro é absurda

Rui Costa Pimenta criticou ainda 'apoiadores de Alexandre de Moraes'

acessibilidade:
Rui Costa Pimenta, presidente do Partido da Causa Operária (PCO).

O presidente do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, declarou nesta segunda-feira (15) que a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) é “absurda”.

“A inelegibilidade de Bolsonaro é absurda. Ele foi declarado inelegível por fazer uma conferência de imprensa. Ele chamou os embaixadores para fazer uma conferência. Não vejo isso como causa para justificar inelegibilidade”, declarou Pimenta.

O presidente da PCO criticou ainda a quem ele destacou como “apoiadores” do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.

“Os que apoiam Alexandre de Moraes falarão que isso é legal. Eu não vejo como mentir para as pessoas irá favorecer a luta em defesa dos trabalhadores, a luta revolucionária e socialista”, declarou.

Em junho do ano passado, Bolsonaro foi condenado pelo TSE por “abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação” pela reunião realizada com embaixadores, em julho de 2022, no Palácio da Alvorada.

Na ocasião, o político criticou o sistema eletrônico de votação. Pela decisão, o ex-presidente fica impedido de ser candidato até 2030.

Veja abaixo a nota completa compartilhada por Pimenta na página do Partido da Causa Operária no X, antes conhecido como Twitter.

 

 

Reportar Erro