Mais Lidas

decisão do stf

PF prende controladora de voo por desastre com time da Chapecoense

Celia Castedo Monasterio estava refugiada no Mato Grosso

acessibilidade:
Mulher vestida de preto com papel nas mãos
Celia Monasterio autorizou o plano de voo de avião que matou time da Chapecoense. Foto: TV Morena/Reprodução

A Polícia Federal prendeu a controladora de voo boliviana Celia Castedo Monasterio pelo desastre aéreo com time da Chapecoense em 2016. A determinação foi expedida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A sentença trata da extradição de Celia, que estava refugiada no mato Grosso, por ser “procurada pela Justiça Boliviana para responder pela suposta prática do crime de atentado contra a segurança do espaço aéreo”.

Celia Monasterio foi a responsável pela análise do plano de voo do avião que transportava os atletas e a equipe técnica do time de futebol da Chapecoense, além de jornalistas e a tripulação.

O avião caiu em uma região de mata próxima à cidade de Medellin, na Colômbia, no dia 29 de novembro de 2016. A acidente matou 71 pessoas.

Vídeos Relacionados