Imoral

Câmara convocará Pimenta para explicar R$23 milhões em pesquisa

Contrato com instituto da FSB começou em março de 2022 e segue vigente

acessibilidade:
O ministro Paulo Pimenta deve ser chamado para explicar o gasto milionário com pesquisas de popularidade.

O deputado Evair de Mello (PP-ES) protocolou requerimento, no âmbito da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados e da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC), para convocar o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social.  Paulo Pimenta em oitiva sobre o gasto de R$ 6,8 milhões com pesquisas de popularidade sobre a imagem do presidente Lula.

A empresa escolhida para as pesquisas é o grupo FSB Comunicação, que abarca o Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (IPRI) e tem outros contratos com a Secretaria de Comunicação do Governo, totalizando o investimento de R$ 22,6 milhões. O contrato com a empresa começou em em março de 2022 e segue vigente até este mês. O ministro de Lula terá que explicar investimento desproporcional.

O Instituto diverge, em seus resultados, da aprovação do governo Lula pela população brasileira. Enquanto o Instituto Atlas Intel mostrou a parcela de 40% da população que diz reprovar o governo Lula, em janeiro deste ano, o instituto contratado pelo governo alegou que esse percentual é de 29%. Enquanto o primeiro instituto disse que a aprovação de Lula, em janeiro, era de 30%, o apadrinhado do Planalto apontou para uma aprovação de 62%.

Reportar Erro