Entenda a confusão

Bilynskyj avalia medidas judiciais contra Pimenta após insulto

Para o deputado, ministro de Lula 'tem moral de esgoto'

acessibilidade:
deputado Paulo Bilynskyj. (Foto: agência Câmara)

Na tarde desta quarta-feira (11), o ministro-chefe da Comunicação, Paulo Pimenta, faz um ‘zig zag’ para tentar responder as questões dos deputados inscritos na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados. O ministro segue inquirido sobre sua atuação no Rio Grande  do Sul, já que tornou-se também ministro da Secretaria Especial de Reconstrução do estado gaúcho.  Ele se envolveu em discussão acalorada com o bolsonarista Paulo Bilynskyj, que disse ao Diário do Poder avaliar formas jurídicas de responsabilizar Pimenta.

“Estou avaliando as soluções jurídicas. Não vou comentar por hora”, disse o deputado.

Entenda 

O questionamento de Paulo Bilynskyj (PL-SP) foi um dos primeiros durante a reunião, citando a presença da esposa do ministro durante viagem oficial. Pimenta revidou com insinuações sobre a vida amorosa do parlamentar, que em 2020 foi internado após ser baleado pela modelo Priscila Delgado de Bairros, sua namorada à época.

“Muitas vezes as minha esposa me acompanha se o senhor acha que tem alguma coisa estranha tenho uma relação de respeito, sem violência e sem agressão, é um orgulho ela poder andar junto comigo”. 

Bilynskyj rebateu. Disse que o ministro tem uma ‘moral de esgoto’. “Ele insinuou de alguma forma que o meu relacionamento com a minha esposa é violento. Isso, ministro, é para o senhor aprender o que é fake news, o que é falso e mentiroso. Esse tipo de moral de esgoto que Vossa Excelência traz aqui para Câmara”.