Transparência para mudar

JHC prevê transição em Maceió ‘sem agonia’, em 1º encontro com Rui Palmeira

Atual prefeito prometeu transição tranquila e transparente, e elogiou equipe de JHC

acessibilidade:
Prefeito eleito JHC e o prefeito Rui Palmeira em encontro com equipe de transição na Prefeitura de Maceió. Foto: Marco Antônio/Secom Maceió

Após vencer o grupo do senador Renan Calheiros (MDB) e ser eleito prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC (PSB), fez sua primeira reunião de transição com o atual prefeito Rui Palmeira (Sem Partido), na manhã desta quarta-feira (2). Diante do compromisso de Rui de repassar as informações de forma tranquila e transparente, JHC disse que espera ter acesso aos dados para fazer uma transição adequada, sem percalços, nem agonia, mesmo com prazo para conclusão dos trabalhos encurtado pelo adiamento das eleições em meio à pandemia. A reunião aconteceu na sede da Prefeitura de Maceió, no bairro do Jaraguá.

“Estamos aqui para promover o bem-estar da população. Apesar do tempo ser curto, a gente tem se empenhado bastante, não temos perdido um minuto. Estamos dedicados, com uma equipe extremamente competente, capacitada, gabaritada para o posto. De forma célere e atuante, com o respaldo necessário da atual gestão, vamos buscar as informações necessárias para o real diagnóstico fiscal, contábil e financeiro da Prefeitura, o que deve impactar nas decisões do início do novo governo”, disse JHC, que promete pente fino nos contratos.

Ao elogiar o nível de conhecimento em gestão pública da equipe de transição que acompanhou seu adversário político JHC, o prefeito Rui Palmeira disse que todos os esforços serão realizados para que dados de políticas públicas, contratos e projetos do município sejam compartilhados em tempo hábil, ao longo das próximas três semanas até as festas de fim de ano.

“A transição será feita da melhor forma possível. O prefeito eleito João Henrique Caldas montou uma equipe com pessoas que conhecem a Prefeitura e a administração pública. Eu acho que o nosso maior inimigo é o tempo, pois são apenas cerca de três semanas até a véspera de Natal. Então é preciso que a equipe esteja alinhada para passar todas as informações requeridas pelo gestor eleito e sua equipe de transição”, disse Rui, ao afirmar que segue orientações da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e do Tribunal de Contas de Alagoas (TCE/AL).

Prefeito Rui Palmeira garante transparência e prevê desafios para o prefeito eleito JHC na Prefeitura de Maceió. Foto: Marco Antônio/Secom Maceió

Primeiro ano de desafio

Rui Palmeira prevê dificuldades para seu sucessor em 2021, apesar do aporte de recursos federais que evitaram um colapso financeiro em Maceió, que ainda seriam insuficientes para superar desafios como o da tragédia geológica causada pela Braskem em quatro bairros, e as dificuldades que a pandemia impôs à economia.

“Certamente, não vai ser um ano fácil, do ponto de vista financeiro. Nós enfrentamos muitas dificuldades ao longo desses oito anos, dificuldades financeiras, a pandemia, a questão do Pinheiro, a questão política no governo Dilma e Temer. Então foram vários fatores que enfrentamos, e tenho certeza de que o prefeito eleito vai estar preparado para enfrentar as dificuldades do próximo ano, já que a economia começa a voltar ao patamar de um ano atrás, mas isso é algo que leva tempo, e a receita tributária do Município vai levar um tempo para se recuperar ao período pré-pandemia”, resumiu o atual prefeito.

Deputado estadual Davi Maia (DEM-AL). Foto: Divulgação Ascom ALE

Equipe de transição

Além de escalar todo o secretariado para auxiliar na transição para a gestão de JHC, o prefeito Rui Palmeira escolheu a secretária municipal de Governança Iria Almeida para coordenar a transição da atual gestão. Já a equipe de transição escalada pelo prefeito eleito JHC terá como coordenador o deputado estadual Davi Maia (DEM-AL).

Ainda compõem a equipe de transição do novo prefeito o irmão do deputado Davi Maia e professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Elder Maia; o delegado da Polícia Federal, André Costa; o advogado João Lôbo, conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); o advogado e especialista em transição, João Folha; o analista legislativo do Quadro de Pessoal Efetivo da Câmara dos Deputados, Antônio de Carvalho; o relações públicas Júnior Tigre; e a advogada Rayanne Tenório.

“A gente espera fazer um diagnóstico básico, com todos os levantamentos de dados para que seja possível implementar o plano de governo proposto no último pleito eleitoral.  Como disse o prefeito JHC, a ideia é pegar todo o levantamento real e executar nos 100 dias primeiros dias de gestão. Espero que tenhamos uma transição tranquila, pacífica e institucional. Só quem ganha com isso é o povo de Maceió”, disse Davi Maia.

“Fizemos um calendário, já temos 22 reuniões preestabelecidas que serão apresentadas ao pessoal da nova equipe. As necessidades que forem surgindo, durante essas reuniões, a gente vai ajustando o calendário para atendê-los. Vamos trabalhar com flexibilização para conseguir nesse único mês fazer a transição da forma mais transparente possível”, garante Iria Almeida. (Com informações da Secom Maceió)