Mais Lidas

Diogo Santana

Ex-secretário de Dilma Rousseff morre eletrocutado em Florianópolis

Diogo Santana tinha 41 anos e estava em uma casa na Barra da Lagoa quando o acidente ocorreu

acessibilidade:

O ex-Secretário Executivo Geral da Presidência da República do governo de Dilma Rousseff, Diogo Santana, de 41 anos, morreu nesta sexta-feira, 1, em Florianópolis (SC). Segundo informações, Diogo sofreu um acidente doméstico, e morreu eletrocutado ao encostar numa cerca elétrica.

Diogo assumiu o cargo em 2013, logo após o então secretário Rogério Sotilli ser convidado pelo, na época, novo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, para comandar a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Social de São Paulo. Atualmente, trabalhava como Diretor-executivo da Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (Amobitec).

Diogo estudou mestrado em Administração Pública em Harvard e concluiu doutorado na USP. No Governo, colaborou muito com o Incra, em especial na Mesa de Negociação Permanente da Política Quilombola e na Reforma Agrária.

Após a confirmação da morte, a Amobitec lamentou o falecimento. Em nota, a instituição disse que “mesmo no curto período em que desempenhou suas funções na associação, mostrou um brilhantismo ímpar. Um profissional que fará muita falta. Pelos serviços prestados, nossa admiração e reconhecimento”.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também emitiu uma nota de pesar. No texto, disse que ele era um advogado brilhante e uma pessoa comprometida com um Brasil melhor, mais justo, humano e solidário.

“O nosso futuro perde uma pessoa com inteligência, conhecimento, ética e comprometimento com as causas sociais, com um Brasil que precisamos reencontrar nesses tempos difíceis. Meu abraço solidário e meus sentimentos aos filhos, familiares, amigos e alunos de Diogo Santana”, escreveu Lula.

Diogo Deixa dois filhos e esposa.