A gente é que paga

Senado turbina em 30% o salário de servidores do TCU

Novo penduricalho por conta dos impostos é "bônus" de um terço do salário

acessibilidade:
O Senado aprovou nesta quarta–feira (06) um projeto de lei que garante o pagamento de um bônus de até um terço do salário dos servidores do TCU (Tribunal de Contas da União) a título de capacitação e especialização.(Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado).

O Senado aprovou nesta quarta–feira (06) um projeto de lei que garante o pagamento de um bônus de até um terço do salário dos servidores do TCU (Tribunal de Contas da União) a título de capacitação e especialização. O salário inicial do cargo de auditor federal é de R$21,9 mil. 

O projeto de lei, apresentado pelo tribunal em 2014, recebeu o aval da Câmara dos Deputados na última sessão de 2023. No Senado, a votação durou pouco mais de um minuto e ocorreu de forma simbólica, sem a contagem de votos. Apenas o senador Eduardo Girão (Novo-CE) registrou voto contra. O texto vai agora à sanção do presidente da República.

A proposta garante o pagamento de um adicional de até 30% do maior vencimento básico do cargo como recompensa por cursos de formação ou especialização. E também estabelece um bônus de 5% sobre o salário para graduação; 6% para pós-graduação; 8% para pós-doutorado ou curso internacional; 10% para mestrado e 15% para doutorado. Já um certificado profissional, por exemplo, pode render mais 2%.

Se for sancionado, o benefício valerá não só para servidores da ativa, mas também para aposentados que alcançaram os requisitos quando estavam nos cargos. Outro dado da pesquisa do TCU é que 88,9% dos aprovados já tinham outras aprovações em concursos públicos, e mais da metade, 56,2%,contavam com, pelo menos, uma pós-graduação. Cerca de 20 mil pessoas disputam vagas no concurso de 2022.

Ao enviar o projeto ao Congresso, o então presidente do TCU Augusto Nardes disse que o tribunal “tem sido cada vez mais demandado pelo Congresso Nacional” e precisa reter bons quadros para enfrentar os mais diversos temas.

Reportar Erro