Gastança

STF irá gastar R$2 milhões com manutenção de veículos

Os veículos terão manutenção preventiva, pintura, peças, guincho, limpeza e até mesmo uma “lavagem ecológica”

acessibilidade:
Supremo Tribunal Federal. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom Agencia Brasil
Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) alocou aproximadamente R$ 2 milhões para a manutenção da frota de veículos da Corte, em um contrato de um ano. O STF estabeleceu também uma série de requisitos para a manutenção dos carros, incluindo manutenção preventiva, serviço de pintura, fornecimento de peças, guincho 24 horas, limpeza interna e externa (que abrange polimento, cristalização e aplicação de cera) e até mesmo uma “lavagem ecológica” dos veículos. 

Os automóveis utilizados pelos ministros e demais servidores do tribunal incluem os modelos Azera, da Hyundai, Fusion, da Ford, e Spin, da Chevrolet. 

Na semana passada, o STF também destinou R$ 120 mil para a aquisição de vacinas contra a gripe. As marcas de imunizantes escolhidas para essa encomenda são Sanofi Aventis, GSK e Abbott. 

Recentemente STF destinou pouco mais de R$ 20 mil para a aquisição de quatro aparelhos de laser terapêutico odontológico de baixa intensidade da marca DMC. Esses equipamentos são projetados para biomodulação em respostas inflamatórias, ação analgésica, aceleração de processos de cicatrização e combate aos radicais livres de oxigênio.  

Foi reservado também mais cerca de R$60 mil para adicionar uma esteira e pesos de academia à sua lista de compras. 

Em julho do ano passado, o Tribunal realizou uma renovação no guarda-roupa, investindo cerca de R$ 30 mil em trajes específicos para os ministros e seus assessores. As quatro “becas de gala”, cada uma custando R$ 1,6 mil, foram confeccionadas em cetim preto, com comprimento até o tornozelo, barra simples e abertura frontal transpassada.  

 

Reportar Erro