Mais Lidas

Vexame

Operação flagra 4 restaurantes da moda de Brasília furtando R$790 mil em energia

Estão envolvidos Churrascaria Estrela do Sul, Dom Phelipo, Fausto & Manoel e Villa Carioca devem R$790 mil

acessibilidade:
A foto da operação, divulgada pela Neoenergia, deixou embaçada a fachada do restaurante-

Três importantes restaurantes do chamado Plano Piloto, de Brasília, foram flagrados furtando energia na Operação Happy Hour, promovida pela empresa distribuidora Neoenergia.

Três dos restaurantes ficam localizados na Asa Sul e outro na cidade de Águas Claras, a poucos quilôometros da capital. A energia furtada corresponde a mais de 1 milhão de kWh e equivale ao consumo de cerca de 5.800 residências por um mês, segundo a Neoenergia.

A empresa encontro nesses quatro estabelecimentos do ramo de bares e restaurantes irregularidades na medição consumida e mensurada pelos medidores.

Os bares e restaurantes flagrados no furto de energia são muito conhecidos e frequentados em Brasília: Churrascaria Estrela do Sul (107 Sul), Dom Phelipo (113 Sul), Fausto & Manoel (406 Sul) e Villa Carioca (Águas Claras).

Na semana passada, a Neoenergia havia realizado flagrante em um estabelecimento também conhecido na cidade, o o Bar Responsa.

No total, os débitos dos quatro estabelecimentos juntos são de aproximadamente R$ 790 mil. Toda energia não medida e consumida será cobrada por meio de processo administrativo.

As irregularidades foram retiradas, os estabelecimentos regularizados e as constatações serão enviadas à Polícia Civil para que os responsáveis respondam em âmbito criminal. Os processos referentes a outros estabelecimentos investigados seguem em curso na empresa e novas fiscalizações serão realizadas em todo o DF.

“Nosso time está na rua e temos intensificado as fiscalizações para seguirmos firmes no propósito de combater o furto de energia elétrica”, explica o gerente de Proteção da Receita da Neoenergia Brasília, Luiz Paulo Marinho. “É importante sempre ressaltar que parte do valor da energia furtada acaba sendo compartilhada entre toda população do Distrito Federal”, completa.

Reportar Erro