Mais Lidas

Cortando pela raiz

Ibaneis demite servidores investigados e secretária de Turismo faz sindicância

Secretária do Turismo, Vanessa Mendonça manda investigar todas as compras efetuadas pelo órgão público

acessibilidade:
Vanessa Mendonça, secretária de Turismo do governo do Distrito Federal - Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília.

Atualizada às 15h47 de 24/09/2021: Após contato com a redação do Diário do Poder, o servidor Brunno Nunes Viana Dourado esclarece que não foi alvo e nem é investigado na operação policial desta terça.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), demitiu nesta quarta-feira (22) servidores da Secretaria de Turismo enrolados em investigação da Polícia Civil em uma operação que apura irregularidades em contratos.

As demissões foram solicitadas ao governador pela secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, que também criou uma comissão para analisar todos os processos da diretoria de Compras e Logística na atual gestão do DF.

Em nota, Vanessa afirma que “os fatos alegados no inquérito não se harmonizam com os valores que guiam o governo do Distrito Federal e a sua Secretaria de Turismo, de modo que as medidas cabíveis serão tomadas de imediato.”

“Todos os agentes públicos implicados nas investigações já foram afastados para melhor apuração dos fatos”, diz ela referindo-se a Adriano Guedes Ferreira, demitido do cargo de subsecretário de Administração Geral, Bruno Nunes Vianna Dourado (chefe da Unidade de Administração da Subsecretaria de Administração Geral) e Keilla Cristina Silva Lima (diretora de Compras e Logística da Subsecretaria de Administração Geral). Brunno Nunes Viana Dourado não foi alvo e nem é investigado na operação policial desta terça.

Em sua nota, a Secretaria de Turismo informa que será aberta sindicância interna para apurações. “Haverá revisão completa dos procedimentos de contratação da Secretaria de Turismo”, com o objetivo de “resguardar o erário e a transparência”.