Mais Lidas

Homenagens

Diamantina festeja 20 anos de cidade considerada pela Unesco Patrimônio Mundial

Exposições, feiras culturais e gastronômicas e homenagens marcaram o aniversário da conquista

acessibilidade:
A cidade de Diamantina celebrou os 20 anos da data em que passou a ser considerada Patrimônio Mundial, com festas, atividades culturais e homenagens de reconhecimento.

A prefeitura de Diamantina celebra os vinte anos de tombamento como Patrimônio Mundial, pela Unesco, com uma programação que incluiu até domingo (1º) alvorada festiva, exposições, feiras culturais e gastronômicas, homenagens a figuras importantes nessa conquista, repique de sinos, serestas e shows musicais.

Os jornalistas Otto Sarkis, empresário do ramo de hotelaria, e Américo Nunes, que lutaram para que a região recebesse esse título internacional, foram homenageados na terra natal do presidente Juscelino Kubitschek.

Também foram homenageadas figuras como e ex-ministro da Cultura Francisco Wefort e o escritor Roberto Brandt. “O trabalho de Otto Sarkis tem sido fundamental para nossa cidade e nossa população”, disse a secretária de Cultura, Maria Bethânia, ao discursar na entrega das homenagens.

Formada a partir da descoberta e exploração do ouro no Vale do Córrego do Tijuco, em 1713, a cidade conservou referências culturais, mantendo um acervo, sobretudo arquitetônico e urbanístico, integrado à paisagem.

O Centro Histórico de Diamantina apresenta uma configuração característica das cidades do período colonial e é exemplo importante da ocupação do interior do Brasil por exploradores, garimpeiros de diamantes e representantes da Coroa Portuguesa, que construíram ali uma cultura original, no século XVIII, adaptando modelos europeus às realidades das Américas.

As festividades religiosas e populares de Diamantina atraem muitos visitantes. Os artesãos se tornaram mestres em ourivesaria e lapidação, devido à ligação da cidade com as pedras preciosas, . Atualmente, Diamantina exerce o papel de polo regional, com diversificação de comércio, serviços, saúde, educação e atividades culturais.

O homenageado Otto Sarkis com o prefeito de Diamantina, Juscelino Brasiliano, e a secretária de Cultura, Maria Bethânia