Mais Lidas

Baleia morre na praia

DEM isola Rodrigo Maia e fortalece Arthur Lira com declaração de ‘neutralidade’

Na prática, o DEM apoia Arthur Lira (PP-AL); Rodrigo Maia ameaça com impeachment e saída do DEM

acessibilidade:
Deputado Arthur Lira, líder do PP e candidato a presidente da Câmara dos Deputados - Foto: Agência Câmara.

Após se reunir na noite deste domingo (31), a bancada do DEM na Câmara dos Deputados tomou a decisão de abandonar o bloco de apoio a Baleia Rossi (MDB-SP), na disputa pela presidência da Casa, e declarar a “neutralidade” do partido.

Os deputados do DEM estavam decididos a abandonar o bloco de Baleia Rossi, no qual foram incluídos por Rodrigo Maia sem que fossem consultados, e declarar apoio ao deputado Arthur Lira (PP-AL), mas uma manobra do presidente nacional do partido, ACM Neto, acabou conduzindo à declaração de “neutralidade”.

Desesperado com a decisão da bancada, comunicada por ACM Neto, Maia ameaçou “acatar um dos pedidos de impeachment” contra o presidente Jair Bolsonaro, como forma de vingança. “Eu não aceito isso!”, gritou Maia, trêmulo e pálido, segundo relato de deputados, quando soube da decisão democrática de sua própria bancada

A manobra de ACM Neto, conduzindo à “neutralidade”, evitando a declaração de apoio ao deputado Arthur Lira, teve o objetivo de não desgastar ainda mais o deputado Rodrigo Maia, o grande derrotado pela decisão da bancada.

Apesar disso, já circula a informação de que Rodrigo Maia vai abandonar o seu partido, como forma de protestar contra sua decisão. O ainda presidente da Câmara não aprecia as boas práticas democráticas que recomendam submeter decisões importantes ao voto da bancada.

Reportar Erro