Mais Lidas

Pandemia sob controle

Cidade de São Paulo dispensa máscara no transporte e cancela passaporte da vacina

Decreto do prefeito Ricardo Nunes leva em conta o controle da covid

acessibilidade:

A Prefeitura de São Paulo deve anunciar ainda nesta segunda-feira, 16 de maio, o fim da obrigatoriedade do passaporte da vacina contra covid-19 para eventos.

Ou seja, não será mais necessário comprovar a vacinação para entrar em shows, feiras e jogos de futebol.

A obrigatoriedade foi decretada no início de janeiro deste ano, devido à pandemia do novo coroanvírus. Em janeiro, houve ainda um aumento do número de casos decorrentes da disseminação da variante ômicron. O objetivo era, então, reduzir os riscos da disseminação do vírus durante o carnaval.

Máscaras

No último sábado, 14, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), publicou um decreto que dispensa o uso de máscaras em transportes por aplicativo e táxis na capital paulista a partir da mesma data.

Pelo decreto, o uso obrigatório da máscara na cidade passa a ser exigido a partir de agora apenas no transporte coletivo – como ônibus, trens, metrô e aeroportos, assim como nas unidades de saúde, como hospitais, clínicas e postos de saúde.

A nova medida da Prefeitura de São Paulo chega mais de dois meses depois que o governo de São Paulo retirou a obrigatoriedade do uso da máscara contra a Covid-19 em espaços fechados, em 17 de março, após 679 dias desde o início da medida.

Reportar Erro