Mais Lidas

Pioneirismo

Pré-candidato a governador de Alagoas busca incluir cegos no debate político

Basile descreve imagens em posts de sua campanha e lembra que escolas estaduais não têm sala de recursos para deficientes

acessibilidade:
Candidato a governador de Alagoas Basile Christopoulos facilita acessibilidade para cegos. Foto: Facebook

O pré-candidato ao Governo de Alagoas pelo PSOL, Basile Christopoulos, se colocou na vanguarda da classe política alagoana, ao lançar nas suas redes sociais a marca virtual #PraCegoVer, com o objetivo de facilitar a compreensão das publicações pelas pessoas com deficiência visual. Ao divulgar a iniciativa nesta terça (17), o professor universitário lembrou que escolas estaduais não têm sala de recursos para facilitar o aprendizado das pessoas com deficiência.

Basile propõe construir e implantar políticas públicas e comunitárias para incluir minorias. E se inspirou no projeto criado em 2012 pela professora baiana Patrícia Braille, que dissemina a cultura de acessibilidade nas redes sociais.

Nas postagens de seus perfis nas redes sociais, Basile inclui a descrição do que se passa na imagem publicada, se é foto, vídeo, desenho, charge, etc. E também descreve detalhadamente seu conteúdo, como cenário e todos os componentes que compõe a publicação, seguindo a sequência da escrita e leitura ocidental, isto é, da esquerda para direita e de cima para baixo.

Obviamente, a pessoa com deficiência visual terá que ter o auxílio da tecnologia ou de outra pessoa para a leitura da descrição no texto.

“Não basta defender mais inclusão em nossa sociedade. É preciso fazer a nossa parte. Vou estudar mais sobre a audiodescrição para melhorar a comunicação por aqui também”, afirmou o pré-candidato, ao divulgar a novidade iniciada nas publicações do último domingo (15).

Basile, que é doutor em Direito, se dispõe a discutir formas de garantir os direitos de inclusão das pessoas com deficiência, com o argumento de que elas, muitas vezes, não são atingidas pelas maneiras convencionais de difundir informações. E também destaca que, enquanto demais estados do Brasil já avançam neste aspecto, Alagoas ainda não possui uma acessibilidade necessária para a inclusão social dos cidadãos cegos.

“Precisamos lutar pela diminuição da exclusão social desse grupo, o aumento da participação política e o crescimento de sua autoestima, autonomia e independência como cidadão”, salientou Basile, através de sua assessoria de imprensa.

O Brasil possui legislação específica sobre acessibilidade, que é o Decreto Lei nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004, também conhecido como Lei de Acessibilidade. O documento estipula prazos e regulamenta o atendimento às necessidades específicas de pessoas com deficiência, no que cabe a projetos de natureza arquitetônica e urbanística, de comunicação e informação, de transporte coletivo, bem como a execução de qualquer tipo de obra com destinação pública ou coletiva. (Com informações da assessoria do PSOL de Alagoas)