Uma a cada quatro dias

Temer editou 14 MPs em menos de dois meses

Até agora elas atendem pré-requisitos de urgência e relevância

acessibilidade:

O presidente Michel Temer editou 14 medidas provisórias desde que assumiu o Planalto, dia 12 de maio. Lula editou 414 MPs e Dilma, 205. O ritmo acelerado das MPs (uma a cada quatro dias) é bem maior que a média de Dilma (uma a cada nove dias), e de Lula (uma por semana), mas com uma importante diferença: pelo menos até agora, as MPs editadas por Temer atendem a pré-requisitos de urgência e relevância. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Foi através de MP que Temer reduziu o número de cargos no governo e através de outra que destinou R$ 2,9 bilhões para o Rio de Janeiro.

Dilma editou medida provisória na véspera de Natal do ano passado para liberar o uso do superávit de 2014 para quitar suas pedaladas.

Em 2007, Lula editou MP para criar a TV Brasil, que nem audiência tem. Segundo Pedro Simon, o único propósito era “divulgar São Lula”.