Mais Lidas

Seminovos de luxo

Tem algum artigo de luxo que não quer mais, conheça o Cansei Vendi

Plataforma de compra e venda de peças de luxo planeja mais um ano de expansão para 2018

acessibilidade:

Trocas e vendas de peças usadas já são comuns em todas as classes sociais nos quatro cantos do mundo. Aqui no Brasil, a Cansei Vendi inaugurou sua plataforma online de produtos de luxo seminovos, mostrando que peças incríveis e de alta qualidade têm prazo de validade longo que deve ser valorizado. Bolsas Dior, vestidos Chanel, óculos Armani, caneta Mont Blanc, joias Tiffany. Tudo isso e muito mais das melhores grifes do mundo estão disponíveis em ótimo estado e com certificado de autenticidade para compra e venda no e-commerce criado por Leilane Sabatini.

Trader do mercado de energia e fã da exclusividade do mercado de luxo, em agosto de 2013 ela começou a vender peças pessoais e de amigos pelo Instagram. O olhar treinado para uma boa oportunidade e o feeling de que era o momento certo a fizeram ampliar o negócio no fim de 2016. Em dezembro daquele ano entraram duas sócias no empreendimento: Carol Leonhardt, que desempenha a função de diretora de marketing, e Ana Carolina Dande, diretora de operações. "Percebemos um potencial muito grande no negócio. Formamos time muito diversificado, com perfil de gestão complementar."

Profissionalização e crescimento

Juntas, as três desenvolveram uma plataforma moderna e funcional para abrigar os negócios da Cansei Vendi e tirar os processos de compra e venda do Instagram. Lançada oficialmente em março de 2017 a novidade faz parte do plano de reestruturação e profissionalização do negócio. "Em um ano, o acervo de 300 peças à venda saltou para 1,3 mil peças de diversas marcas de luxo, principalmente internacionais. No começo o faturamento mensal variava de R$ 15 mil a R$ 20 mil. No mês passado chegamos a 130 mil/mês", celebra Leilane, que garante que o crescimento é bastante consistente, alcançando todas as metas traçadas até agora.

Mesmo hoje o negócio é enxuto. A equipe é formada pelas três sócias e mais dois funcionários. "Não temos o intuito de inflar uma startup. Somos muito preocupadas com custos e, por isso, terceirizamos muita coisa, como a área jurídica", revela. "Queremos, sim, ganhar mercado muito rápido. Como atuamos no nicho de alto luxo, com itens de grifes internacionais, o objetivo é manter tíquete médio alto algo, em 2,5 mil reais. Mas ocasionalmente vendemos peças de valor bastante superior, entre 30 mil e 40 mil reais".

Mesmo com a expansão acelerada, as sócias da Cansei Vendi ainda dizem ter muito a conquistar. Um dos principais objetivos é diversificar o público – que hoje é basicamente formado por mulheres de 20 a 65 anos de classe média e alta. "Queremos oferecer mais produtos masculinos", diz Leilane. As sócias não temem a crise e pretendem dobrar faturamento até o meio de 2018

"A crise econômica afeta todo mercado, mas tem impacto menor no segmento de luxo, que crescia quase dois dígitos por ano. Agora essa alta desacelerou, mas segue em expansão", revela. "Por outro lado, para nós este momento pode ser uma oportunidade porque muita gente deixa de consumir na loja para procurar produto de segunda mão". Segundo ela, ao comprar na plataforma, o cliente economiza, em média 50% na comparação com o preço dos produtos novos.

SERVIÇO:

Site Oficial e E-commerce: www.canseivendi.com.br

Instagram: @Cansei_Vendi