Mais Lidas

Fera punida

Suspenso e com credencial confiscada, Suárez volta ao Uruguai

A Fifa confiscou a credencial do suspenso Suárez, que voltou para casa

acessibilidade:

Punido pela Fifa com 9 jogos de suspensão, pela mordida que deu no ombro do zagueiro italiano Chiellini, o atacante uruguaio Luiz Suárez decidiu retornar a Montevidéu, uma vez que não poderá mais jogar na Copa do Mundo. Ele teve a credencial confiscada pela Fifa, o que impossibilitaria inclusive sua entrada em qualquer estádio onde a seleção uruguaia vai jogar. Dirigente da delegação confirmou que ele já viajou e disse que o raivoso uruguaio agora “vai descansar”.

O lance aconteceu aos 36 minutos do segundo tempo, quando Suárez e Chiellini trombaram dentro da área. O uruguaio, então, deu uma mordida no ombro do italiano. Apesar das reclamações dos jogadores da Itália, o árbitro não marcou nada. No final, o Uruguai acabou vencendo por 1 a 0, garantindo vaga nas oitavas de final e eliminando o rival.

Apesar dele não ter sido punido pelo árbitro, a Fifa abriu processo disciplinar no caso. O Uruguai chegou a apresentar uma defesa para Suárez, mas a entidade aplicou uma dura punição ao atacante de 27 anos. Segundo decisão do Comissão Disciplinar, ele cometeu duas infrações: agressão e comportamento antidesportivo com outro jogador.

Assim, Suárez foi suspenso de nove jogos oficiais, valendo já a partir das oitavas de final entre Uruguai e Colômbia, neste sábado, no Maracanã. Ele também foi banido de qualquer atividade relacionada ao futebol pelos próximos quatro meses, não podendo sequer entrar em estádios, o que interfere em seu trabalho no Liverpool. E ainda recebeu multa de 100 mil francos suíços (cerca de US$ 110 mil).

“Tal comportamento não pode ser tolerado em nenhum campo de futebol, principalmente numa Copa do Mundo, quando os olhos de milhões de pessoas estão nos astros no gramado. A Comissão Disciplinar levou tudo isso em consideração para considerar Suárez culpado”, anunciou o presidente do órgão da Fifa, Claudio Sulser, ao comunicar a punição.

Um dos principais atacantes do mundo na atualidade, Suárez é reincidente. Em 2010, quando jogava no Ajax, mordeu um jogador do PSV Eindhoven e pegou sete jogos de suspensão. No ano passado, já pelo Liverpool, a mordida foi em Ivanovic, do Chelsea. Na ocasião, levou 10 partidas de gancho. Agora, vai desfalcar a seleção uruguaia na Copa do Mundo.

RECURSO – O presidente da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), Wilmar Valdez, confirmou que a entidade irá apelar contra a punição aplicada pela Fifa a Luis Suárez. Ao comentar a punição, Valdez considerou que a mesma foi “muito dura” e defendeu que “não há tantos elementos de prova contundentes para se chegar a uma sanção como essa”.

O dirigente destacou que a Fifa não coletou nenhuma “imagem clara (na TV) de que houve uma mordida” dada por Suárez, embora Chiellini tenha exibido o seu ombro com as marcas da dentada dada pelo uruguaio. “Logicamente estamos trabalhando a apelação. Temos três dias para apelar, estamos neste caminho jurídico de tratar de reverter a situação deste ponto de vista”, afirmou o dirigente.

Valdez ainda enfatizou o peso que a suspensão aplicada a Suárez tem para o Uruguai, que neste sábado enfrentará a Colômbia, no Maracanã, pelas oitavas de final. “Todos sabemos o que significa Luis, não só para a seleção do Uruguai, mas para qualquer time do mundo. Não descubro nada com a importância que tem Luis. O Uruguai sem Luis diminui as suas possibilidades”, admitiu.

Por causa da punição aplicada pela Fifa, Suárez sequer poderá seguir a sua rotina como jogador do Liverpool nos próximos quatro meses, mas o clube evitou falar sobre o assunto envolvendo o seu maior goleador neste momento. O diretor-executivo Ian Ayre disse que “o Liverpool esperará para ver e rever o relatório do Comitê Disciplinar (da Fifa) antes de comentar a respeito”.

ADEUS AO BRASIL – Horas depois de ter sido punido pela Fifa, Luis Suárez foi embora para o Uruguai. Quem confirmou a viagem Wilmar Valdez, claramente abalado pela situação envolvendo o principal jogador da sua seleção. “Suárez já viajou”, disse o dirigente. “Ele vai ficar um tempo em Montevidéu para descansar”, completou.

Por causa da punição, Suárez está impedido de entrar nos estádios da Copa e não pode ir nem mesmo na concentração do Uruguai. Ele teve, inclusive, a sua credencial confiscada pela Fifa, depois que a entidade anunciou a punição mais dura de sua história em uma Copa do Mundo. Assim, o atacante resolveu ir embora do Brasil, já que não poderá estar perto dos companheiros para a partida contra a Colômbia.