Mais Lidas

Amapá

STJ pede autorização a assembleia para processar governador

Ministro Mauro Campbell foi quem endereçou pedido de autorização

acessibilidade:

O ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), pediu autorização da Assembléia Legislativa do Amapá para abrir inquérito contra o governador Waldez Góes (PDT). Ele, Pedro Paulo Dias de Carvalho, Haroldo Vítor de Azevedo Santos, Sebastião Rosa Máximo e Nelson Américo de Morais respondem a vários crimes relacionados a irregularidades  nos empréstimos consignados dos servidores do Estado.

Desde 2009, como governadores ou secretários de Planejamento, eles são acusados de não pagar aos bancos as parcelas descontadas nos salários dos servidores.

São velhos conhecidos da Justiça. Em setembro de 2010, o ministro João Otávio de Noronha, também do STJ, determinou a prisão do prefeito de Macapá, Roberto Góes (PDT), irmão de Waldez Góes, por suspeita de participação em esquema de desvio de verbas públicas estaduais e da União, descoberto pela Operação Mãos Limpas, da Policial Federal. Roberto Góes foi acusado de ocultar e falsificar provas para tornar legais licitações consideradas irregulares. Também foram investigados, na ocasião, o então governador do Amapá, Pedro Paulo Dias de Carvalho (PP) e o próprio Waldez Góes. 

O governador do Amapá, desta vez, será julgado pelo STJ, nos crimes comuns, e na Assembleia Legislativa, nos crimes de responsabilidade.