Mais Lidas

Horário comercial

Sindicato abandona funcionária que realmente serviu ao interesse público

Facção petista nervosa com denúncia contra a Fundação Banco do Brasil

acessibilidade:

Integrantes do Sindicato dos Bancários de Brasília ficam nervosos quando cobrados das providências em defesa da bancária Maria Suely Fernandes, que está sob proteção policial após denunciar maracutaias na Fundação Banco do Brasil (FBB). A entidade é controlada pela Articulação, facção do PT liderada pelo ex-ministro José Dirceu e da qual fazem parte os investigados por desvio de dinheiro público, como Jacques Pena, ex-presidente da FBB e do próprio sindicato.

A assessoria do Sindicato dos Bancários não quis conversa e fugiu do assunto de maneira ríspida e burocrática. “Faltam apenas sete minutos para o fim do expediente”, disse o assessor de imprensa. Ao que tudo indica, a funcionária que fez o seu trabalho só poderão contar com a proteção da polícia. Se dependesse do sindicato, Maria Suely Fernandes e o filho pequeno só teriam proteção em horário comercial.

Em outra frente, o presidente, Jorge Streit, e o diretor-executivo da Fundação Banco do Brasil, Éder Melo, investigados pela polícia, pediram aposentadoria para cair fora da confusão, mas o juiz Frederico Maciel, da 4ª Vara Criminal, em decisão interlocutória, disse que os acusados burlaram a lei ?para desviar dinheiro público?. Espera-se ver todos no xilindró.