Mais Lidas

Laudo confirmou lasões

Senador Telmário é acusado de espancar garota até deixá-la desacordada

Senador do PDT acusado de brutalizar garota de 19 anos

acessibilidade:

Uma jovem de 19 anos, identificada como Maria Aparecida Nery de Melo, registrou ocorrência contra o senador Telmário Mota (PDT). No boletim, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), ela disse que foi espancada com chutes e socos com tanta violência que chegou a desmaiar.

A jovem diz que viveu com o suposto agressor um "caso" e que nos últimos três anos e meio estava sofrendo ameaças de morte. E pediu providências à delegada. O caso foi revelado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (27).

A delegada da Deam, Verlânia Silva, disse à reportagem que ficou caracterizada "violência contra a mulher" e que as agressões foram confirmadas pelo exame de corpo de delito, que apontou "múltiplas lesões". O laudo apontou lesões na cabeça, boca, orelha esquerda, região dorsal, braço direito e joelho esquerdo.

O senador negou ter agredido a garota e ter mandito relacionamento amoroso com ela. "Não teve negócio de agressão, não existe isso, até porque não tenho nada com ela", disse à Folha.

Como o parlamentar tem foro privilegiado, a delegada enviou o inquérito em 31 de maio à Procuradoria da República de Roraima. Rodrigo Janot, da Procuradoria-Geral da República, recebeu os autos logo depois e abriu procedimento preliminar interno. A PGR já intimou a defesa de Telmário Mota, em 22 de junho.