em todo o brasil

Policiais ameaçam cruzar os braços no dia 4 de dezembro

Cruzarão os braços a Polícia Federal, a Policia Rodoviária Federal, a Policia Civil e a Policia Militar

acessibilidade:

Polícia FederalO presidente do Sindipol, Flávio Werneck, confirmou nesta quarta-feira (27) ao Diário do Poder que a segurança pública do Brasil pode parar no dia 4 de dezembro. Segundo ele, entidades associativas e sindicais de todo o país vão se reunir amanhã (28), às 19h, na frente do Supremo Tribunal Federal (STF), para discutir o assunto. Caso a medida se confirme, cruzarão os braços a Polícia Federal, a Policia Rodoviária Federal, a Policia Civil e até a Policia Militar.

Entre as reivindicações estão a carreira única, o ciclo completo de polícia e a desmilitarização. ?Nós apoiamos a PEC  51?, resumiu Flávio. O documento tramita no Senado Federal sob a relatoria do senador Pedro Taques (PDT-MT) e tem como sub-relator o senador Humberto Costa.

?Queremos mostrar como vem sendo tratada a segurança pública: de maneira inadequada pelos gestores. Como se a segurança não fosse direito e sim algo de terceiro ou quarto escalão?, disse o presidente da Sindipol. ?Um exemplo é a inserção de dados da PF [no caso da fuga do mensaleiro Pizzolato], a gente ainda não sabe o que ocorreu ? seja aeroporto, seja fronteira ? está tudo abandonado, há falta de investimento. A segurança é ruim para a população e ruim também para o policial?, concluiu.