Persistência

Rede contesta rejeição de 130 mil assinaturas no TSE

Para a criação do novo partido são necessárias 492 mil assinaturas

acessibilidade:

A Rede Sustentabilidade, legenda a qual a ex-senadora Marina Silva corre contra o tempo para criar, questionou nesta quinta-feira (19) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a rejeição de 130 mil assinaturas de apoio à criação da legenda, alegando que elas foram rejeitadas sem justificativa ou com justificativas sem âmbito legal.

Para a viabilização do partido são necessárias 492 mil assinaturas. A Rede informou que enviou ao TSE mais 136 mil fichas de apoio à criação do novo partido, o que aumentaria para 440 mil o número de assinaturas. A possível futura sigla precisa receber o registro do TSE até 5 de outubro, data limite para participar do pleito do próximo ano.

A Rede ainda reclama da demora dos cartórios eleitorais em validar as assinaturas de apoio à criação da nova legenda. Segundo os integrantes da Rede, foram coletadas 910 mil assinaturas e 660 mil enviadas aos cartórios eleitorais. Eles acreditam que 80 mil ainda estejam em análise.