Após ataque

Quênia anuncia prisão de oito pessoas

67 pessoas morreram durante ataque terrorista em um shopping de Nairóbi

acessibilidade:

As autoridades do Quênia prenderam nesta sexta-feira (27) oito pessoas acusadas de envolvimento no ataque terrorista em um shopping de Nairóbi. Essas pessoas têm ligações com os militantes islâmicos que assumiram a responsabilidade do ataque. Outros três suspeitos foram libertados após serem interrogados. A informação é do ministro queniano Joseph Ole Lenku.

No último sábado (21), integrantes do grupo militante Al-Shabab invadiram o shopping e mataram 67 civis e membros das forças de segurança do Quênia. A ação durou quatro dias e terminou com a morte de cinco militantes do grupo.

Os terroristas disseram que o ataque foi uma espécie de cobrança para que o governo do Quênia retire suas tropas da Somália, onde o país realiza um trabalho de pacificação desde 2011. O grupo é acusado de realizar diversos ataques e sequestros no norte e no litoral do Quênia. “A polícia prendeu oito suspeitos, enquanto tenta descobrir o autor por trás do ataque terrorista. Três outros suspeitos foram interrogados e liberados”, disse o ministro queniano.