Partiu pra briga

PT decide entregar cargos no governo de Pernambuco

Decisão saiu em reunião tumultuada com apoio de 56% de diretórios

acessibilidade:

Em reunião tumultuada, com mais de quatro horas de duração, o PT de Pernambuco decidiu entregar, imediatamente, todos os cargos que tem no governo de Eduardo Campos (PSB), virtual oponente da presidente Dilma na corrida presidencial de 2014. Segundo o deputado federal e presidente do PT-PE, Pedro Eugênio, 56% dos representantes de diretórios do Estado votaram a favor da retirada dos petistas da administração Campos.

Na sexta-feira (18), a situação política de Pernambuco já havia sido discutida pelo PT Nacional em reunião comandada pelo presidente do partido, Rui Falcão, em São Paulo. No encontro paulista ficou acertado que a decisão deveria ser tomada pelo Diretório Estadual.