Após ataque

Presidente do Quênia diz estar perto de pegar terroristas

Até o momento, foram identificados 59 mortos no atentado

acessibilidade:

O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, disse neste domingo (22) que as forças de segurança estão quase conseguindo neutralizar os militantes que estão por trás do ataque em um shopping center. O ato de violência chegou a matar parentes de Kenyatta. Trata-se de Poeta ganês Kofi Awoonor, sobrinho do presidente, que perdeu também a noiva do rapaz. “Os criminosos agora estão localizados em um lugar dentro do edifício. Com os profissionais no local, eu garanto aos quenianos que temos uma boa chance de neutralizar com sucesso os terroristas como nós esperamos”, disse em entrevista coletiva.

O ataque aconteceu ontem (21) e, segundo relator, homens e mulheres estão envolvidos na ação. O grupo militante somali Al Shabaab assumiu a responsabilidade pelo ato e justificou dizendo ser contra a intervenção do Quênia na Somália, onde o país trabalha ? junto de outras tropas africanas – para conter os militantes islâmicos e garantir a paz. “Não vamos ceder na guerra contra o terror… Ele (o ataque) só tem aumentado o nosso compromisso de lutar e vencer essa guerra?, prometeu Kenyatta.