Mais Lidas

Comando da sabatina

PMDB indica o enrolado Edison Lobão para presidir a CCJ

Ele vai presidir a comissão que sabatina indicados ao STF

acessibilidade:

Depois de forte atuação do líder do partido, Renan Calheiros (AL), e até do ex-presidente da República José Sarney, o PMDB resolveu indicar o enroladíssimo Edison Lobão (MA) para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, em detrimento de Raimundo Lira (PB), que teve atuação destacada na presidência da Comissão do Impeachment e não é investigado por corrupção.

Renan tentou minimizar o racha no partido, dizendo que a indicação foi feita por aclamação, mas na verdade, a senadora Marta Suplicy (SP), outra que disputava o cargo, foi agraciada com a presidência da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e o próprio Raimundo Lira reclamou da interferência de Sarney.

Apesar de ser alvo de três inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) e, Lobão irá comandar a sabatina de Alexandre de Moraes para a ocupar a vaga deixada pelo ministro Teori Zavascki.

Último recurso

Lira ainda cogita uma candidatura avulsa com votação na própria CCJ. Ele já havia dito que a escolha da bancada do PMDB estaria contaminada por "interferências externas". Segundo ele, "ou o líder faz a sua indicação, ou a decisão deve ser feita da forma correta, pelo voto dentro da CCJ". O problema é que Lira teme talvez nem ser indicado para compor o colegiado, já que a indicação dos membros cabe ao líder, Renan Calheiros.

Peregrinação

Moraes passou o dia em peregrinação do Senado para conversar com senadores do PSDB, partido ao qual era filiado, e afirmou que irá fazer o mesmo com todos os senadores da Casa, não apenas os membros da CCJ.

Vídeos Relacionados